domingo, 29 de junho de 2008

Brrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

O meu amigo tem mesmo razão. Há poucas coisas tão irritantes quanto "a dumb person acting smart"!!!

Sex and the city

Claro que elas não são um grupo de mulheres normais. Demasiada produção, demasiadas marcas de luxo, demasiado poder de compra. Mas têm os problemas dos comuns mortais, e são tão parecidas connosco - mulheres comuns mortais - nas desilusões de amor, na acepção da palavra, nos desafios mundanos, nas loucuras e nas partilhas. O filme está o máximo. Muito melhor do que pensava ;).
  • P.S - É caso para dizer que ontem houve sexo, e a cidade!!!

domingo, 22 de junho de 2008

Bamboleio...bamboleia...

Quando chegámos, o bar/restaurante marroquino ainda funcionava a meio gás. Não era tarde o suficiente. Mas os puffs, as almofadas, as velas, a arquitectura árabe, as bacias de cobre, o escuro, o chá de menta e as empregadas de mesa, com os cintos de moedinhas douradas, transportaram-nos para um cenário das mil e uma noites. Uma mesa de rapazes, onde era a única rapariga. Perdidos no tempo, no espaço e na vida. Um fim de tarde desorientado. Até que chegou a beldade, a bailarina de dança do ventre.

Ao som dos ritmos do deserto, a moça bamboleava, e ia parando aqui e acolá. Por alguma razão, gostou da nossa mesa. Aproximou-se rebolando, deixando os meninos com a língua de fora. Enquando sacudia o ventre, fomos conversando (eu e ela). Paquistanesa. E você? Portuguesa, mas com nome paquistanês. Quando expliquei a moça ficou boquiaberta. Há muitas em Portugal? Nem por isso, mas na ilha onde vivo sim. Há muitas. Conversa puxa conversa, a moça desafiou-me a sacudir o ventre. O bar apoiou a decisão com palmas, que vergonha, que vexame...lol...E assim se constrói uma bela noite!
  • P.S - Por muitos anos que viva, nunca irei esquecer a carinha do D. quando ela rebolava o ventre quase em cima dele. O sorriso comprometido, nervoso e envergonhado...

sábado, 14 de junho de 2008

....

Porque és forte, levas com as mudanças todas, apanhas por tabela, não precisas de aviso. Consegues, és forte. Porque és forte, podes ficar sozinha, podem te isolar, podes ficar sem emprego, aprender coreano em dois meses, não precisas de abraços e mimos, levas com os pesos pesados, dão-te murros no estômago, podes apanhar com os troncos, não te perguntam se está bem, ou se estás bem. Porque és forte, forte...Tou um bocado farta de ser forte. E hoje decidi que vou ser fraca...

quarta-feira, 11 de junho de 2008

E o jornal vespertino dizia ontem...

...Que o Wayne Rooney e a namorada estavam numa esplanada em Portofino, a aproveitar o bom tempo, e que antes tinham passado pela Gucci e Hermes do sítio, para lavar as vistas consumistas...So what? Nao sou celebridade e também fiz, também fiz, também fiz!!! LOL

P.S - Estes ingleses são peritos a dar "não" notícias...

Bolinhas cor-de-rosa...

Pouca coisa me espanta em termos de aspecto físico, moda, aparência etc, desde que vivo em Londres. Mas confesso que ontem fiquei pasmada. É que cabelo branco com bolinhas cor-de-rosa nunca, mas nunca tinha visto...

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Build something together...

Aqui há umas semanas, li uma entrevista numa revista cor-de-rosa (sim também as leio volta e meia) com o António Banderas. Não foi uma vez nem duas que vi referências à sua mulher - Melanie Griffith - na imprensa da má língua, sobre como está velha, quando comparada com ele, que não é talentosa e não está a conseguir envelhecer bem etc etc etc.

Ora o António, na entrevista, quando questionado sobre o segredo de um casamento com 12 anos, e uma união de 14, fez um brilharete. Porque me deixou a pensar, fica aqui um pequeno extracto.

You and Melanie have been together 14 years and are about to celebrate 12 years of marriage. That's quite something in Hollywood.

The're two couples who beat us. One of them is Paul Newman and Joanne Woodward, who are great friends of ours. They've been married 50 years and everytime we go to New York we have dinner with them and joke about it. Paul says 'if you've only been together 14 years, you're still on your honeymoon.' Then there's Tim Robbins and Susan Sarandon.

What's the secret to happiness?

Maybe the secret was that Melanie and I both had previous relationships and we learned from them. We focused on 'let's build something together' rather than 'look how in love we are' - despite the fact we were very in love. It's a question of faith. When Melanie and I look at each other we know exacly what the other's thinking. We have something special you don't acquire in two years. And I think it's wonderful to be able to fall in love again and again with your own wife." ... In Hello...

Grande António!!!

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Iam I the only one who does not give a sh....to the american election???!!!

terça-feira, 3 de junho de 2008

O meu herói...

Vinha hoje a caminho do ginásio, após o trabalho, com o chapéu de chuva aberto (sim, chuva em Junho ainda). Preparava-me para atravessar a estrada, desci do passeio, pus o pé na estrada e oiço alguém gritar, ao mesmo tempo que me viro para a esquerda, "Stop, don't cross"...Olhei para o outro lado da rua, o táxi londrino, que quase me limpava, passou, e o moço, do outro lado, tinha parado a conversa ao telemóvel e estava com a mãozinha a bater no coração...Assustado, branquinho...

Claro que atravessei a rua, pedi desculpa e agradeci a preocupação. "No problem, be careful", disse ele. Eu não ia ser atropelada pelo táxi, porque olhei para confirmar, na altura que ele gritou, mas que foi querido foi...

P.S - E que era bué de giro também é verdade. Não me importava de ser atropelada por ele...lol...

domingo, 1 de junho de 2008

Pequenas vergonhas...

Confesso que passei o dia a ver a RTPi, a seguir tudo e tudo e tudo da selecção, porque não se falava de outra coisa. Que ficava embasbacada quando via reacções tugas mais acesas, que fico envergonhada quando vejo os emigrantes a gritar por Portugal, com música pimba à mistura. Confesso que me dá vontade de meter a cabeça na areia, de fazer de conta que a cara não é minha, que sinto vergonha de ser portuguesa, quando vejo as reacções, e comportamentos, de certos emigrantes. Admito, confesso!!
  • P.S - Mas admito também que a alienação inicial está a alterar-se lentamente. Que começo a vibrar e em breve tou no meio da dita comunidade, vergonha da minha cara, a apoiar Portugal...lol...

Para desanuviar...