segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

England - 1000 things you need to know

Este é o livro de 'cabeceira' (será que isto está correcto? lol) do wc cá em casa. 1000 factos sobre a história da Inglaterra que não aprofunda assuntos, nem diz ter essa função, mas serve perfeitamente para nos ensinar umas coisas durante os minutinhos em passamos neste espaço... Julgo que é importante perceber a história e a cultura dos países onde escolhemos viver, sobretudo porque nos momentos de recessão os estrangeiros são sempre os culpados de tudo.

Não nutro particular admiração pela rainha Isabel II. Para dizer verdade, a monarca e o sistema monárquico não me aquecem nem arrefecem, mas respeito porque vivo cá e este livrinho ensinou-me umas coisas engraçadas sobre a rainha. 

É o único membro feminino da família real que serviu as forças armadas durante a segunda guerra mundial, Isabel II ajudou os serviços de apoio no terreno como condutora. No dia em que se festejou a vitória dos aliados, a rainha disfarçou-se e juntou-se às multidões para também poder celebrar. Fala fluentemente francês mas não fala alemão. Tanto a rainha como o marido são descendentes da rainha Victoria. Ela soube que se tinha tornado rainha quando estava de visita oficial ao Quénia, e instalada num hotel construído no topo de uma árvore. Um dos seus biógrafos escreveu que Isabel II foi a única mulher que subiu a uma árvore sendo princesa e desceu rainha. 

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Onde Estão Teus Olhos Negros



Tenho tido semanas de trabalho muito intensas, que incluem até o fim-de-semana a trabalhar em casa. E será assim pelo menos até ao final de Abril. Nesta lufa lufa constante, sinto saudades de ter uma tarde ou manhã para fazer o que me apetece, sem horários e obrigações, e também não tenho rido muito nos últimos tempos. Um dia destes, ao sair de casa pela manhã, disse ao 'meu homem' que estava a precisar de rir para descontrair. Uns 20 minutos passados, 'ensardinhada' no comboio a ver actualizações da malta no 'facebook', reparo em algo publicado pela minha amiga C... Ri-me tanto que devo ter passado por maluquinha descontrolada...

Basicamente parece que o Benfica perdeu um dia destes, e dizem que quando o Benfica perde há nessa noite um aumento dos casos de violência doméstica em Portugal. Não sei se isto tem ponta de cientificidade, e claro que a violência doméstica tem tudo menos piada, mas o 'post' da minha amiga dizia qualquer coisa do género: «Dedicado às esposas que amanhã terão um disfarce novo», ao que se seguia a música 'Onde estão teus olhos negros'...

Achei muita piada. Os meus pais tinham esta música em LP, e a última vez que ouvi talvez tivesse 5 ou 6 anos. Obrigada C., os meus ossos agradecem as gargalhadas!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

«One's life must matter!»



O filme não é fantástico, mas a Meryl no paper de 'Lady Thatcher' é. E merece o óscar!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Balanço!

Finalmente é sexta-feira. E apesar de ter de trabalhar durante o fim-de-semana, é a partir de casa e com as paragens que desejar e ainda encaixo uns miminhos pelo meio!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Os sonhos com mel

Não sinto nada a falta do Carnaval. É uma época que me passa completamente ao lado. Mas todos os anos sinto a falta dos sonhos regados com mel de cana, tradição de Carnaval na Madeira. Até tenho o mel, se calhar meto-me na cozinha :)!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Torres de papel, para que vos quero?

É sexta-feira e aguarda-me um fim-de-semana inteiro de trabalho. Tenho montes de exames e relatórios para corrigir. Ainda assim é sexta-feira! :)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

And if this world runs out of lovers, we'll still have each other!

E não, não dou grande importância à data ontem. A par da noite de fim de ano, acho que é dos piores dias para sair para jantar. Tudo a abarrotar e preços exorbitantes. Mas ontem recebi o cartão mais lindo, e as rosas mais vermelhas, e chocolates, e outras coisas. Thank you babe!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Claire Tomalin

Quantas vezes estou  a ler uma entrevista, ou reportagem, sobre determinada pessoa e dou por mim a pensar que faz coisas giras e que seria feliz com aquele tipo de ocupação/emprego. Acontece que é igualmente importante perceber em que circunstâncias aquela pessoa chegou ao topo e conseguiu o seu ‘el dorado’.
Voltei a lembrar-me disto quando li uma entrevista/reportagem sobre Claire Tomalin, uma jornalista/escritora/investigadora que tem escrito excelentes biografias de personalidades igualmente interessantes como Charles Dickens, Jane Austen, Thomas Hardy ou Samuel Pepys. Uma ocupação de sonho, pensei eu, ser paga para fazer investigação histórica, entrevistar, viajar, colher informação sobre pessoas que tiveram vidas fascinantes.
Sim, a Claire Tomalin é uma excelente investigadora, mas há que saber mais sobre o seu percurso para chegarmos à conclusão que enfrentou dificuldades, dramas e trabalhou com afinco para conseguir o reconhecimento que merece.
Nasceu em Londres em 1933, filha de um académico francês e mãe inglesa. Os pais separaram-se quando tinha sete anos. O pai nunca mostrou ter afecto por ela e até disse que nunca desejou ter uma filha. Claire refugiou-se nos livros. A mãe chegou a dizer: "whatever happens in your life, if you have a book to read, you can escape into the book".
Estudou em escolas privadas e depois na Universidade de Cambridge. Conheceu lá o marido, em 1951, e mudaram-se para Londres. Tiveram 5 filhos. Um morreu ainda bebé, outro suicidou-se quando era jovem adulto e o mais novo tem uma doença rara. O marido, que era jornalista, foi-lhe infiel  várias vezes e morreu em Israel, em 1973, quando fazia a cobertura do conflito no médio oriente.
Claire Tomalin deixou o jornalismo quando Murdoch comprou o Sunday Times. Desde então, tem se dedicado à escrita e é vice-presidente da Royal Society of Literature.
  

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Lost


Sinto-me no meio de um grande labirinto e também suspeito - o que é uma pena - que vou levar algum tempo a encontrar a porta de saída... Que o universo me guie!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Londres e o blogue

Recebo às vezes comentários de pessoas que pedem que aborde, no blogue, mais sobre Londres, como é viver cá, quais os desafios, dificuldades, pontos positivos, o dia-a-dia, o emprego, as pessoas, as casas, os transportes etc etc etc. 

Nunca tive a intenção de fazer deste blogue um lugar onde houvesse informação disponível para ajudar quem quer emigrar. Quando decidi vir para Inglaterra, uma das principais motivações foi ter visitado Londres, três meses antes, e ter adorado a cidade. Senti que queria viver cá parte da minha vida. Não 'emigrei' (nem gosto desta palavra porque serei uma eterna viajante) porque não tinha emprego, nem perspectivas, nem porque estava numa situação difícil, ou com dívidas em Portugal. Tive o privilégio de decidir partir porque me apetecia, queria explorar outra cidade, outros mundos, estudar, viajar e abrir horizontes. 

Por isso, por muito que perceba que essa informação pode ser vital - meus lindos - este espaço mais não serve do que para reclamar do que me apetece, partilhar experiências, leituras, viagens e perspectivas. Mas também é verdade que já respondi a emails com esse tipo de questões, e vou continuar a fazê-lo se me pedirem. Não me custa nada e se puder ajudar... Estamos entendidos? Kiss kiss!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

8 anos a viver em Londres

E já faz 8 anos desde que arrumei a trouxa e rumei para Londres. Oito anos nesta cidade maravilhosa, que amo e às vezes odeio, onde tenho vivido os anos mais intensos da minha existência, onde encontrei realização profissional, amor, amizade, diversidade, onde tenho aprendido tanto e, para desgosto meu, também tenho esquecido a minha língua mãe. Sim, tenho dúvidas que dantes não tinha, dou erros que dantes não dava. Faz parte, vou continuar a lutar contra isso. O balanço é altamente positivo!
Escrevo quando não me quero ouvir!

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Bodyshop chocolate

Confesso que já fui melhor cliente da Bodyshop do que sou por estes dias. Comprava mais produtos antigamente, gostava de experimentar as novidades e continuo a adorar as manteigas do corpo. São óptimas para hidratar e têm sempre um cheiro maravilhoso. Talvez porque a Bodyshop seja aqui tão banal, há imensas por toda a cidade, fui esquecendo a sua existência. Esta semana, recebi um email a informar que sairam com uma linha de cremes para o corpo de 'Chocolate'. Estou com vontade de experimentar, até porque é uma edição limitada. Depois conto!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Let it snow

Andei o dia todo a dar à sola, por uma boa razão e penso que resolvi o assunto. E agora neva e é tão bom estar em casa quentinha e mimada. Ai ai, inté!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Exausta e de molho!

Já andava a abusar e a esticar, mas o corpo sente, ressente e reclama... Um dia tinha que ser. Hoje foi o dia...