terça-feira, 30 de novembro de 2010

A proposito dum comentario ao DN-Lisboa por parte de uma das irmas do Cristiano Ronaldo, o jornal denominou-a de ex-cantora... Deu-me imensa vontade de rir...

A sofrer...

Muito!!!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Acho que a 'siesta' espanhola, a seguir ao almoço, deveria ser seguida em todos os países. É que 20 ou 30 minutos a passar pelas brasas faria toda a diferença, em termos de produtividade!

domingo, 28 de novembro de 2010

Vulgar vs sexy

Sempre gostei de usar blusas e tops com decote. Não vejo mal nisso, e acho que se uma mulher gosta de determinada parte do seu corpo, e tem um peito bonito, deve realçá-lo se gosta de se ver assim. Agora uso menos decotes. Compro outro tipo de blusas e está um frio que não permite deixar pele à mostra. Mas também é verdade que não é nada agradável atrair atenções para aquela parte do corpo, quando não é essa a intenção e o trabalho é parte importante da nossa vida. Neste momento, sou a única mulher na minha equipa. Por isso, brio e limites são as palavras de ordem. Vou usar decotes quando me apetecer, mas não até o umbigo - até porque nunca o fiz antes. Há que ter noção do balanço entre vulgar e sexy. Isto a propósito do tão badalado macro decote de uma actriz portuguesa. 

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Tive um dia de m...?! Who cares, e' sexta-feira!!!

Warning, please read!

If someone comes to your front door and asks you to remove your clothes and dance with your arms in the air, DO NOT do this, it is a scam, they just want to see you naked. Please copy and paste this to your friends and relatives. I wish I had received this yesterday, I feel stupid now...;)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A cidade amanheceu assim...

Envolta na bruma, e com mantinhos de gelo nos telhados. O tempo arrefeceu consideravelmente. Posso estar enganada mas ainda nao me cheira a neve. A ver vamos...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Os portugueses na Irlanda

E com a crise irlandesa na ordem do dia, fiquei a pensar nos portugueses que se mudaram para a Irlanda. Li alguns blogues, faz tempo, e fui sabendo de historias e aventuras de gente que parecia estar a dar-se muito bem, com bons ordenados e aproveitando o boom economico recente. Como estarao os portugueses agora? De que forma a crise ira' afectar a comunidade portuguesa? Seria interessante explorar o assunto.

Over and over again

Por muito que entenda que ter um filho e' o acontecimento mais  importante na vida de um casal, comeco a ficar cansada de ouvir sobre as 300 peripecias do bebe x. Esgotam-se os assuntos, esgotam-se os interesses. Eu percebo que e' importante, o mais importante, mas so' ouvir falar disso enjoa. Melhor deixar passar essa fase. Sera' que passa?

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Entretanto desisti...

                                          Ouro Preto
Quando ele se apercebeu do meu entusiasmo sobre o assunto, história de Portugal-Brasil, Minas Gerais, Dona Beija, o percurso da estrada real etc, que gostaria de um dia complementar com uma viagem ao Brasil, lembrou-se que tinha um amigo que é professor universitário no interior do Brasil. Disse que nos ajudava a trocar contactos, e quem sabe eu poderia debater esses assuntos, que tanto gosto, com o amigo dele, aprendendo e aguçando o meu interesse. 
Fiquei entusiasmada e trocamos contactos. Até agora falamos duas ou três vezes, mas já trocamos contacto há quase um ano. É que não dá para debater nada. O moço parece simpático, mas desde o primeiro momento que o único assunto em que se consegue centrar é no quanto sente saudades de Londres, de como foi expulso por estar ilegal e, muito subtilmente, da minha missão, se pudesse, em encontrar uma boa moça a quem ele pague para casar com ele, de maneira a que possa voltar à Europa.
Confesso que tentei, várias vezes. Mas sabes em relação à estrada real em Minas, podes me dizer... Tive azar, tive azar, mas um verdadeiro amigo casa por amizade. Eu faria isso por uma amiga minha, para ajudá-la, eu pago... Relativamente à história da dona beija, sabes se... Nem imaginas como sinto a falta de Londres, se tiver alguma amiga que não se importe de casar eu pago, sou um cara honesto...
Ainda lhe tentei fazer ver que no Brasil dá aulas em duas universidades e aqui tinha um trabalho não qualificado e que dinheiro não é tudo na vida. Mas nada. Nem por uma vez consegui introduzir o assunto da história que nos une, e sobre a qual quero aprender mais. Entretanto não lhe encontrei a noiva, nem tentei, e confesso que desisti...Dele!!!

sábado, 20 de novembro de 2010

"...Conheceram-se. Ele conheceu-a e conheceu-se a si próprio, porque na verdade nunca se tinha conhecido. E ela conheceu-o e conheceu-se a si própria, porque, muito embora sempre se tivesse conhecido, nunca pudera reconhecer-se daquela maneira..."  

In O Barão Trepador, Italo Calvino. 

Soberba forma de descrever o acto de amor.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Victoria & Albert

Gostei muito deste filme. Sao dois DVDs que retratam a vida e reinado de Victoria e Albert, o alemao que aprendeu a ama-la apos o casamento. Nao ha' muitos filmes sobre a vida da rainha Victoria, embora haja muita literatura. Gosto tambem da importancia que o Natal passou a ter na epoca victoriana, sendo retratado como a celebracao da familia com as arvores enfeitadas, uma tradicao alema popularizada por Albert no Reino Unido. Trata-se de uma familia real abastada e alargada mas tambem com os desafios que cruzam as vidas das familias nao reais. E ainda mais vontade tenho de rumar a casa para celebrar o Natal. Em familia, com a arvore e no aconchego do lar. 

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Kate and William

Sao um casal bonito, jovem, amam-se e faz todo o sentido casarem. E claro que gostamos de contos de fadas. Desejo-lhes muitas felicidades embora nao me agrade que tambem va' pagar o casamento, sobra sempre para quem paga impostos. E suspeito que vai ser um assunto tao esmiucado que ate' vai enjoar. Mas, por agora, e porque as noticias light ajudam a desviar as atencoes das nuvens cinzentas e da crise, muitos parabens aos pombinhos. Que sejam muito mais felizes que outros casais reais aqui do Reino!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Enough!

Ando enjoada da conversa dos telemoveis. Parece que nao ha' mais nada do que se possa falar. Ele e' o ecran, ele e' as aplicacoes, o tamanho das fotos, a Internet, o novo modelo, o som e mais nao sei o raio que os parta todos. Que triste ser um assunto tao na moda, ou pelo menos as pessoas 'a minha volta pouco falam de outra coisa que nao seja o telemovel que tem, ou o que querem ter, ou o que irao comprar daqui a um ano, quando terminar o contrato. Anteontem assisti a uma conferencia sobre a dinastia 'Tudor', de que fez parte o maluco do rei Henrique VIII. Apos o trabalho quis ouvir duas historiadoras, muito boas por sinal, e pensei como e' realmente prazeiroso poder fazer este tipo de programas, quando o cansaco nao nos mata. E ouvir sobre outros temas, discutir ideias, fermentar pensamentos que nao tenham a ver com telemoveis ou tecnologia. Sim que e' boa, sim que nos aproxima, mas tambem nos torna dependentes e repetitivos!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Outono lembra-me as primeiras chuvas. O começo das aulas, os livros e os cadernos novos, a turma dos velhos e novos amigos. Outono é sinónimo de início. Mais do que Janeiro. Talvez por isso ande sempre à procura de renovação em Outubro/Novembro...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Sim, eu queria que o fim-de-semana comecasse novamente. Mas pensando bem haja saude, trabalho e amor que o resto enfrenta-se, inclusive as segundas-feiras!

domingo, 14 de novembro de 2010

Dia de folga?!

Ele é lavar roupa, ele é cozinhar, ele é arrumar, ele é limpar. E os planos matinais, de planear qualquer coisa, de visitar isto ou aquilo, vão caminhando pelo cano. O dia lá vai, acelerado, e tudo o que consegui foi pôr a casa em ordem. Já não é mau, não quero exigir mais de mim que também sou de carne e osso... Seguem-se leituras no sofá seguidas de um banho quente e uma saída à noite, para os copos que também mereço...

sábado, 13 de novembro de 2010

Quentes e boas

A minha mae tem o bom habito de - na altura das castanhas - cozer castanhas 'a noite, apos o jantar. Sentamo-nos em frente 'a tv e vamos descascando e roendo as castanhas, quentes e boas... Que saudades deste habito tao simples e que sabe tao bem. Que saudades de comer castanhas.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Cisnes Selvagens

Quando me pedem para sugerir um bom livro, acabo sempre por voltar a este. Há tantos que li, e de que gostei, mas volto sempre aos Cisnes. A história de três gerações de mulheres (avó-mãe-filha) que atravessa a própria história da China, em quase 100 anos. Como li algures, acho que é impossível exagerar na importância histórica deste livro. A forma como nos envolvemos nos dramas pessoais das personagens. É realmente uma obra magnífica. Conheci - há 6 anos - a sobrinha da escritora! 

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Cafe' com pensamento (ou cafe' que gera pensamento...)

Ontem passei o dia no World Travel Market, uma das maiores feiras de turismo do mundo. Enquanto recolhia informacao no centro de imprensa, foi-me oferecido um voucher para tomar cafe'. No voucher dizia que a Grecia estava a financiar o centro de imprensa, e a oferecer os tais cafes. Fiquei a pensar se a Grecia deveria estar a patrocinar seja o que for...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

sábado, 6 de novembro de 2010

Não sei se é por ter recebido notícias tristes recentemente, se é por também estar a receber visitas de familiares, se a causa é o tempo mais fresco ou o frenesim que já se sente das compras de Natal, mas estou desejosa que chegue a Dezembro para poder voltar à ilha e estar com a família. Para me sentir aconchegada e protegida, junto dos meus. Que o tempo passe depressa!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Sopa

Para quem disse (eu) que cozinhar sopas nao era o seu forte, nao me estou a sair nada mal. Cada uma melhor que a anterior. E' que sabe mesmo bem, 'a noite, com o friozinho que se faz sentir...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

...

Ha' noticias que recebemos e que - por mais que se repitam na nossa cabeca - nunca vao fazer sentido. Uma morte aos 34 anos por ataque cardiaco, deixando um filho de 4 anos e uma filha de 7 meses, nao faz nem nunca fara' sentido. Muita forca amiga...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Rush, rush.

Hoje ha' greve no metro. Sai de casa meia-hora mais cedo, a ver se conseguia chegar a tempo. Tive de apanhar o comboio ate' outra estacao, e esperar que o autocarro nao demorasse muito a fazer o percurso. Era tambem um autocarro que nunca tinha apanhado antes. E tive sorte. O percurso nao atravessa arterias muito complicadas e cheguei cedo. Tao cedo que ainda deu tempo de tomar, calmamente, o pequeno almoco num dos meus sitios preferidos. Paga-se pelo pequeno-almoco o mesmo que dum almoco se tratasse, noutro sitio qualquer. Nao e' barato, mas de uma qualidade unica. Um dia especial, para compensar a madruga! 

...

Com dificuldade em encontrar os cornos do Plano B. Para os agarrar, claro!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Tretas

E da mesma forma que elogio os produtos do Whittard, e as lojas, tenho de apontar quando fico desiludida. Recentemente, na loja ao pé do meu trabalho, deram-me a provar o chocolate quente tiramisu, um novo sabor disseram. Chocolate sim, está lá. Tiramisu não notei nada. Uma treta!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Recado

JL - Joaquim Lucas - espero que volte 'a blogosfera. Com ou sem a 'terra longinqua'. A sua escrita faz falta!

Pointless

Quando estive numa grande feira de Turismo em Berlim, há dois anos, fiz-me acompanhar de uma amiga que estudava Turismo em Londres. É angolana e, na altura, dado que Angola pouco participa ainda em Feiras de Turismo, quis ver o stand na Feira. Acompanhei-a e fui testemunha da desilusão da senhora. Ninguém ali sabia falar inglês e o espaço estava muito modesto, ao contrário de outros países igualmente pobres, na ala africana, mas muito melhor representados. A determinada altura, um dos responsáveis angolanos, que conhecia a minha amiga, perguntou o que estava a estudar. Quando respondeu Turismo ele afirmou: devias era de estudar a Psicologia do Turismo, é um curso mais interessante. Este episódio fez-me reflectir sobre a nossa tendência (Portugal e os PALOPs) para se desviar do essencial, e nunca atacar os temas/problemas de frente. Não se estuda turismo mas sim a psicologia do mesmo, ou as teorias e análises do acontecimento turístico. Somos peritos em não agarrar o boi pelos cornos. Tive imensas cadeiras, na faculdade, que só serviram para encher chouriços, e dar emprego aos professores. Que tal estudar qualquer coisa como: "teoria da análise da importância da aritmética no estudo da matemática à terça-feira"? Soa bem, não soa?!