sábado, 21 de janeiro de 2017

Palácio de Blenheim, 20 de Janeiro de 2017

"Querido filho,

São agora 2:50 da tarde e ontem completaste 9 meses. Estou sentada à janela do quarto onde nasceu um grande estadista do século XX, o senhor Winston Churchill. Aproveitei que andavas a mostrar sinais de fadiga, e a necessitar do teu soninho da tarde, para preparar o teu leite neste cantinho. Ninguém me disse que não podia aqui fazê-lo. Estás deitado ao meu lado, no teu carrinho, e agora dormes uma bela soneca. O quarto está pouco iluminado; deve ser para que o sol não estrague o papel de parede, os quadros e as madeiras, para que possam continuar a mostrá-lo ao Mundo. Olho para a cama onde nasceu o senhor Churchill, e para a cadeira onde a mãe se sentou com ele pela primeira vez, e desejo, meu filho, que te inspires nos grandes estadistas.
Sabes, é uma coincidência mas hoje, do outro lado do atlântico, toma posse um presidente que não nos inspira... Os tempos são de muita parra e pouca uva de qualidade... Espero que sejas um homem de paz. Que a diversidade e a diferença da raça humana sejam para ti uma fonte de curiosidade, e não de medo. Que procures ter bons princípios e ser feliz, para assim fazeres felizes os que te rodeiam. Tão descansado é o teu soninho que suspeito que a essência do senhor Churchill te está a fazer bem.

Tua mãe" 


4 comentários:

  1. Que bonito! Adorei essa carta de amor, eu que, como Pessoa, as acho ridículas. Essa , não! Essa é de uma imensa ternura.
    Obrigada pelo carinho.
    Beijinhos

    ResponderEliminar